Economia Circular

14 de setembro de 2018
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
ciclo da economia circular

A Economia Circular (EC) é atualmente um conceito popular promovido por empresas, países e pela União Europeia, e representa uma racionalidade de maior eficiência no uso dos recursos, pelo contrário, da racionalidade linear de extrair-produzir-consumir-descartar. No sistema linear de produção e consumo de bens e serviços, os recursos naturais são extraídos para produção de novas matérias primas para utilização na produção de novos produtos que, ao final de sua vida útil, descarta-se.

Crise Econômica e Consumo

Objetivos da Economia Circular

A Economia Circular busca diminuir a extração de recursos naturais e o descarte em lixão e aterro sanitário, valorizando iniciativas como a reciclagem, da mesma forma que o reuso, assim também como o compartilhamento, etc. A EC é, acima de tudo, oposta a uma ideia, ainda muito presente, de criar uma obsolescência dos produtos, de forma que ele se torne obsoleto, forçando o consumidor a adquirir outro. Tal obsolescência pode ser programada, quando há uma redução proposital da vida útil do produto, mas também pode ser perceptiva, quando um novo modelo leva o consumidor a abandonar o modelo antigo, mesmo que ele ainda esteja funcionando.

A literatura relata diversas iniciativas relacionadas à EC, mas como quantificar o real benefício destas iniciativas? Uma forma é utilizar a ferramenta,  Avaliação do Ciclo de Vida (ACV). A ACV permite quantificar o impacto ambiental de produtos e serviços,da mesma forma, podendo contribuir para a comprovação dos benefícios da EC.

Utilização da Avaliação do Ciclo de Vida (ACV)

A utilização da ACV tem crescido muito nos últimos anos, nos mais variados campos do conhecimento. A aplicação da ACV atualmente é feita por duas normas padrão ISO, a 14040 e a 14044, que detalham todos os passos para aplicar essa ferramenta. A ACV quem tem se consolidado como um dos principais instrumentos para quantificar o impacto ambiental de produtos, e tem evoluído para incluir na quantificação aspectos sociais e econômicos, permitindo, desta forma, uma avaliação do desempenho de um produto sob a perspectiva ambiental-social-econômica, que considere todas as etapas do ciclo de vida.

Para analisar a relação entre a ACV e a EC, foram selecionados 31 artigos científicos publica dos até o ano de 2017, que utilizaram a ACV no contexto da Economia Circular. Contudo, a análise desses artigos permitiu identificar uma predominância de estudos realizados no continente europeu, o que demonstra uma maior maturidade dos países europeus no assunto.

Eventualmente, identificaram-se 8 áreas de aplicação dos estudos, com destaque para o gerenciamento de resíduos. Hadzic e colaboradores (2017) aplicaram ACV para comparar cenários de gerenciamento de Resíduos Sólidos Urbanos a fim de evidenciar as melhorias ambientais resultantes da mudança do sistema de gerenciamento de resíduos linear para um modelo mais alinhado com a EC, que privilegie a reciclagem e o aproveitamento de materiais.

PNEUS INSERVÍVEIS NO BRASIL

Resultados da pesquisa

Enfim, os resultados da ACV confirmaram os benefícios ambientais da reciclagem e do aproveitamento de materiais em comparação com a disposição em aterro sanitário. Enquanto isso, observou-se que a ACV tem sua utilização como uma ferramenta para quantificar os impactos ambientais relacionados à Economia Circular. A EC, antes de mais nada, apareceu como um direcionar estratégico para a definição de cenários que foram quantificados com o auxílio da ACV. Assim, as ferramentas mostram-se complementares e podem, conjuntamente, contribuir para uma melhoria contínua em direção à uma maior circularidade na economia, com benefícios ambientais.

imagem ícone instagram

Fonte: https://blog.enciclo.com.br/entenda-o-que-e-acv/. Acesso em 20/08/18

Link para o artigo: http://www.institutoventuri.org.br/ojs/index.php/firs/article/view/643

Dados dos autores:

André Teixeira Pontes – Rio de janeiro. Farmacêutico. Doutor em Engenharia de Produção pela COOPPE/UFRJ. Professor Adjunto da UFF.

– Rio de Janeiro. Engenheira de Produção. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da COPPE/UFRJ.

 

Referência:

HADZIC, A.; VOCA, N.; GOLUBIC, S. Life-cycle assessment of solid-waste management in city of Zagreb, Croatia. Journal of Material Cycles and Waste Management, v. 0, n. 0, p. 1–13, 2017.

COMPARTILHE
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

MINHA CONTA